Principais erros na publicidade médica

Atualizado em 20/09/2021Marketing

Uma empresa que espera crescer no mercado precisa usar de boas estratégias de marketing. Em um mundo que está cada vez mais digital, mais e mais empresas utilizarão da tecnologia para divulgar seu negócio e no caso dos médicos as redes sociais tornaram-se grandes aliadas na hora de divulgar uma clínica. Por meio das redes sociais o profissional da saúde se relaciona com seu público e também atrai novos pacientes. 

A publicidade médica é de suma importância para ter sucesso, principalmente no início da profissão. Por isso clínicas e consultórios precisam manter-se atualizados, o médico deve sempre zelar por sua ética profissional, essas mídias podem trazer impacto positivo mas elas podem trazer prejuízos irreparáveis se não usadas de maneira correta, um mero post equivocado nas redes sociais pode provocar danos irreversíveis, por isso é imprescindível estar sempre atento ao que é permitido na publicidade médica, deve-se ter muito cuidado para não ferir o Código de Ética Médica, de acordo com o CFM (Conselho Federal de Medicina).

O Conselho Federal de Medicina, no intuito de orientar o marketing e propaganda médica, criou o Manual de Publicidade e Propaganda Médica por meio da Resolução CFM nº 1.974/11 e de sua atualização da Resolução CFM nº 2.126/2015, onde regulamenta todas as ações de Marketing Médico.

Para que você não seja prejudicado, preparamos este artigo com alguns das principais proibições do Manual de Publicidade e Propaganda Médica, além de outros erros comuns e que devem ser evitados.

Não ter um perfil profissional nas redes sociais

Este é o primeiro erro!! Você precisa ter presença digital, seu futuro paciente pode estar a sua procura, mas não ainda sabe disso e, se sabe, não tem informações de onde pode encontra-lo.

Como já dito anteriormente, hoje as pessoas estão conectadas e sedentas por informações acessíveis a um clique, então crie suas redes sociais, é preciso que ele seja um espaço bem intuitivo e rico em informações relevantes. Publique muito conteúdo relevante e atual, assim você poderá ajudar alimentar as pessoas com conhecimento, além de demonstrar sua capacidade profissional e, com isso, se transforma em uma referência no assunto ou na especialidade, além de demonstrar o profissionalismo e a seriedade do médico.

Garantir resultados

O médico não pode assegurar em um anúncio que o tratamento oferecido vai proporcionar resultado positivo em todos os casos. Segundo o Manual de Publicidade Médica, é vedado assegurar ao paciente ou a seus familiares a garantia de resultados. Essa norma visa proibir que médicos garantam algo sobre o qual não têm total controle e evitar a frustração dos pacientes. Mesmo que todo tratamento seja embasado por estudos científicos, nada é 100% garantido, por isso, afirmar o resultado garantido não é a maneira adequada de iniciar o relacionamento com o paciente.

Propaganda Enganosa

É de suma importância que seus anúncios tenham apenas informações verídicas, testadas e comprovadas, livre de achismos ou promessas. Só estabeleça parcerias com marcas que têm credibilidade, aquelas que você tem certeza de que entregam os resultados esperados. Caso contrário, você pode ter sérios problemas com o Conselho de Ética.

Jamais passe informações inverídicas, conteúdo que não possui comprovação científica ou promessas que não serão cumpridas, a propaganda enganosa é um problema muito sério, principalmente quando relacionada aos problemas de saúde da população. O responsável pela publicidade deve estar atento às informações que estão sendo divulgadas e se elas condizem com o serviço que é feito de fato.

Publicação de fotos de pacientes

O CFM entende que a imagem dos pacientes não deve ser relacionada às ações promocionais dos médicos, segundo o mesmo, há muitas outras formas de realizar sua publicidade. Mesmo que o paciente autorize o uso de sua imagem, essa prática não é bem vista. Fotos de “antes e depois” são vistas como uma forma de insinuar “resultado garantido”, por isso é prática não autorizada pelo CFM, pois tem potencial de confundir o paciente.

Divulgação não permitida

De acordo com o Manual de Publicidade Médica é proibido usar expressões tais como “o melhor”, “o mais eficiente”, “o único capacitado”, dando conotação a autopromoção.

Os profissionais de saúde não podem divulgar o preço de consultas, formas de pagamento e promoções. O CFM também desautoriza a realização de qualquer técnica que não faça parte do rol de procedimentos aceitos pela entidade.

Outro erro muito cometido é a divulgação de especialidades que um profissional não possui. A resolução n.º 1.974/11 considera esse comportamento como falha grave e o médico pode sofrer sanções pesadas.

O CFM não vê com bons olhos a participação em concursos de “profissionais destaque”, segundo o mesmo, este tipo de evento não representa a capacidade técnica do médico, mas sim a sua popularidade. Receber honrarias e prêmios é permitido desde que emitidos em congressos médicos, por sociedades médicas ou Universidades.

Duvidar do poder das mídias sociais

Os profissionais da saúde não devem ignorar o poder das redes, é muito importante acompanhar as novidades e estabelecer um relacionamento saudável com os pacientes, pois atualmente, é difícil encontrar alguém que não esteja presente nas redes sociais, pois elas ajudam a conectar pessoas, seja no âmbito pessoal ou profissional.

Outro ponto importante na divulgação em redes sociais é que, grande parte das clínicas e consultórios, não investem tanto quanto deveriam, não fazem anúncios pagos e esta a publicidade que pode vir a dar mais retorno. Sem patrocinar suas redes sociais, seu conteúdo pode não ter o alcance desejado!

Mas então como fazer para não errar?

É necessário um bom planejamento estratégico para as suas redes sociais, assim você não cometerá vários erros como os listados acima. Para isso contrate uma pessoa ou empresa especializada para lhe ajudar, eles serão responsáveis por fazer pesquisas e análises que vão ajudar você a identificar quais as redes mais adequadas para sua clínica ou consultório, e qual o melhor conteúdo para atingir o seu público alvo.

Seja claro e objetivo em todas as comunicações que realizar, não utilize de sensacionalismo para chamar a atenção do público. Ao divulgar seu trabalho, só dê garantias de seu comprometimento. Utilize todo o seu conhecimento para educar e conscientizar, por meio de seus conteúdos e não compartilhe informações duvidosas, sem comprovação científica.

O bom planejamento vai ajudar você a ter conteúdo consistente, para construir um relacionamento verdadeiro com os seus pacientes. O marketing médico é muito importante e deve ser bem planejado e executado. Sempre que estiver com alguma dúvida sobre o que fazer ou não nas redes sociais, consulte os conselhos regionais e federal de medicina e tenha sempre à mão o Manual de Publicidade Médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *