Transforme sua clínica em uma franquia

Atualizado em 08/09/2021Estratégia

Sua clínica médica já tem um nome consolidado, credibilidade e você entende que chegou a hora de expandir.

Você sabe o que é uma franquia? Apesar de ser um conceito bem conhecido, nem todos sabem os benefícios desse modelo de negócio, ou mesmo como transformar o empreendimento nesse tipo de estratégia. De maneira mais simplificada, uma franquia é um sistema em que uma determinada empresa concede permissão a uma pessoa física ou jurídica de usar sua marca, produtos ou serviços. Uma das vantagens é que a franquia se mostra um poderoso método de alavancagem e ampliação de negócios em rede.

É necessário ter objetivos definidos e analisar se a clínica médica tem potencial para se tornar franqueável. “Por que e para quê minha clínica deveria se converter em franquia? Onde quero chegar a partir disso? Quais são as metas a curto, médio e longo prazo? Conseguirei dar o suporte necessário a toda a rede de franqueados?” São perguntas variadas e complexas, mas importantes e necessárias. Isso porque, é a partir desses questionamentos que se planeja e define estratégias de crescimento, viabilizando excelente atendimento aos pacientes, que é um dos grandes objetivos. Também é relevante entender as vantagens de ser um franqueador e porque transformar sua clínica nesse modelo. 

O ponto de partida 

Para não começar o projeto de maneira errada, o primeiro passo é observar as condições e demandas do mercado. Traduzindo, é importante verificar se o segmento de atuação é próspero, se é durável e também se não é instável. Isso acontecerá a partir de uma avaliação do mercado. O dono da clínica deve realizar pesquisas que mostrem se é viável e justificável criar a franquia, se há aceitação para este negócio.

Vale a pena lembrar que se a área estiver em expansão, há ótimas chances de se obter sucesso e conseguir retorno ao franquear a clínica. Caso contrário, se o mercado está em queda, existem grandes chances de o empreendimento não ser bem sucedido. Por exigir estudos de viabilidade, a implantação abrupta de uma franquia acaba por saturar antecipadamente o mercado, por isso, deve ser feita de maneira gradual. Essa etapa é importante, porque vai evitar que o dono da clínica perca tempo, e consequentemente, dinheiro. 

Contrate um advogado com experiência 

Certamente, sua clínica já possui uma assessoria jurídica para auxiliar em todos os procedimentos legais da empresa. Mas, é importante saber que as franquias demandam documentações muito específicas. Por exemplo, é necessário que seja elaborado o Circular de Oferta de Franquia (COF), que é um documento bem completo e explicativo. Nele, constam questões legais e todos os termos e condições gerais do negócio, apresentando os deveres, obrigações, responsabilidades de cada parte (franqueado e franqueador).

Neste sentido, todos os aspectos jurídicos são definidos. Também deve ser feito o contrato de franquia, que estabelece e esclarece como deverá ser a relação entre franqueador e franqueado. Todos os trâmites devem estar de acordo com a lei de franquias (Lei nº 13.966/2019). É viável contratar um advogado com experiência em direito de franquia para prestar uma assessoria de qualidade e livre de problemas futuros. Segundo o Sebrae, é importante pensar na “confecção de um Plano de Negócios, no qual se especifique a divisão de tarefas e responsabilidades entre as partes antes da assinatura do contrato de franquia”. 

Documentação regularizada

Claro que esta informação pode ser o famoso “chover no molhado”, mas caso sua clínica não esteja com toda a parte legal regularizada, isso pode ser um dificultador para a nova formatação da clínica médica. Traduzindo, arrume a casa, não deixe de regularizar a parte burocrática da empresa e dê atenção às questões relacionadas aos documentos da clínica.

Dentre as autorizações legais para o funcionamento estão: autorização do Corpo de Bombeiros, da Vigilância Sanitária, registro da clínica enquanto pessoa jurídica (CNPJ), alvará de Funcionamento, o registro obrigatório do Cadastro no CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde) etc.

Tenha uma identidade visual

Pense sempre que sua clínica médica representa uma marca. E essa identidade é o que irá gerar credibilidade junto aos pacientes e ao mercado de maneira geral. Uma marca forte gera autoridade perante o público-alvo, no caso da clínica médica, os pacientes. Por exemplo, uma pessoa está dirigindo pelas ruas e passa por um outdoor. Ela se depara com uma logomarca já conhecida e não precisa parar o carro para saber que se trata de determinada empresa. Isso é o que uma futura franquia precisa: uma identidade visual consolidada e que já esteja na memória das pessoas como exemplo de credibilidade. Com uma clínica médica não é diferente. O futuro franqueado deve ter uma identidade visual, uma marca registrada para todas as clínicas da rede.

Sua equipe de Comunicação e Marketing deve agilizar essa questão, buscando uma agência de publicidade, mantendo ou atualizando a identidade que a clínica já tem. Todas as unidades da rede devem seguir o padrão pré-estabelecido. É bom saber que como franqueador, é sua responsabilidade produzir materiais promocionais, como criação, diagramação, layout de peças, assim como a publicidade de alcance nacional.

Seleção de franqueados

Agora que sua clínica médica se tornou uma franquia, chegou a hora de captar quem dará prosseguimento ao seu negócio e carregará a imagem da empresa. Não basta apenas escolher o candidato que tem interesse, familiaridade com a clínica ou o capital necessário para investir. É fundamental analisar o perfil de investidor que ajudará a expandir o nome da rede. Traçar esse perfil requer estudo e avaliação minuciosa. Cada franquia tem suas ferramentas para selecionar novos empreendedores, baseado na experiência e nas competências de cada perfil interessado.

Por isso, é essencial que a rede tenha um padrão definido de investidores e faça uma espécie de processo seletivo. São características importantes que o candidato tenha uma boa capacidade de comunicação e trabalho em equipe, liderança, flexibilidade. Mas, acima de tudo, que demonstre capacidade de administrar uma franquia, pois estará levando o nome da clínica médica a novas localidades, contribuindo para um projeto de expansão.

Por Tatiana Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *